Projeto de interiores – Acertando na escolha de seu ambiente!

Transformar a casa em um lar, que reflita a personalidade dos habitantes, ou mesmo seu escritório ou loja, de forma que fique mais agradável, bonito e prático, nem sempre é uma tarefa fácil. Pensar em um projeto de interiores além de garantir que as suas expectativas sejam atendidas, permite a harmonização dos diversos cômodos, pensando o seu imóvel como um todo.

Mas afinal, o que é projeto de interiores?

Quando falamos em projeto, em qualquer circunstância, uma das primeiras ideias que vem a mente é planejamento. Planejar é parte essencial para o sucesso de qualquer projeto, e quando falamos de design de interiores não poderia ser diferente, afinal é necessário organizar os cômodos pensando não só no aspecto estético, mas também funcional aliados ao conceito que se deseja transmitir.

Dessa forma para obter o resultado na equação que envolve todos esses aspectos, nada melhor que contratar um profissional qualificado. Hoje existem diversas instituições de ensino superior que oferecem o curso de Design de Interiores, assim todo ano uma série de novos profissionais entram no mercado abrindo um grande leque de opções.

Pesquisar bem o profissional que irá contratar para realização do projeto é fundamental. Além de garantir a seriedade e qualidade do designer de interiores, solicitar referências e conhecer trabalhos anteriores deste é uma forma de garantir que o estilo e forma de trabalhar do mesmo sejam compatíveis com as suas expectativas e orçamento.

Tenha sempre em mente que ao contratar um profissional de projetos de interiores está procurando uma solução, portanto acertar todos os detalhes e garantir a sintonia entre as partes é primordial para que as ideias inicias sejam alcançadas.

5 Elementos essenciais para um projeto de interiores

Ao se optar por realizar um projeto de interiores para seu imóvel, seja ele, residencial, corporativo ou comercial, existem cinco elementos que sempre devem ser levados em conta indubitavelmente:

Espaço: Ter em mãos todas as medidas e espaços, bem como as suas necessidades. De nada vale preencher o espaço com móveis e objetos incríveis, mas que não permitem a circulação de pessoas e ainda fica aquela sensação de “amontoado”, ou, pelo contrário, garantir um amplo espaço livre, mas sem que ele supra as necessidades.

Forma e contorno: As diferentes formas e contornos transmitem sensações diferentes, e devem ser utilizadas de acordo com aquilo que se pretende ressaltar ou esconder.Para entender melhor esse conceito um exemplo é a utilização de objetos com predominância de linhas verticais, que alongam o ambiente, provocando a sensação de espaços mais altos (e também mais sérios). Já se opção for pelas linhas horizontais, ocorre o efeito contrário, “abaixando” o ambiente (e deixando mais descontraído).

Texturas: Lisas, brilhantes, rústicas, opacas, estampadas… A escolha das texturas a serem utilizadas vão muito além da questão de gosto pessoal. Cada uma delas irá reagir de uma forma com elementos como iluminação, som e temperatura.Além disso, é parte importante na composição geral, podendo remeter a estilos e épocas diferentes, dos mais clássicos aos mais modernos.

Iluminação: Natural ou artificial a luz é um importante elemento na composição de ambientes.  Seja para torná-lo mais funcional, criar um clima intimista ou até mesmo destacar um objeto decorativo como um quadro, por exemplo, as opções adotadas no projeto desse elemento podem reforçar ou alterar o conceito desejado.

Cor: Embora muitas vezes sejam escolhidas pelo gosto pessoal, as cores utilizadas ajudam a dar o tom que se espera do ambiente. Dependendo do conjunto de cores escolhidas, pode se transmitir diferentes sensações, desde “alegria” ou “tristeza”, passando por “frio” e “calor”, até “aumentar” ou “diminuir” espaços.

Vale ressaltar…

Dentre esses cinco elementos deve-se sempre valorizar o espaço. Com as medidas corretas, tanto do imóvel quanto dos objetos, é possível definir todos os aspectos restantes do projeto de interiores. A partir daí valorizar mais as cores, iluminações, texturas ou formatos irão depender do que se procura, lembrando que os elementos compõe um todo, sendo assim necessariamente se conversam.

Projetos de interiores não são apenas para grandes imóveis, espaços menores, também rendem resultados sensacionais.

Ao contratar um designer de interiores para realizar um projeto, você valoriza seu imóvel, obtendo assim um ganho financeiro, torna os cômodos mais funcionais, ganhando qualidade de vida e, além disso, ao transformá-lo do jeito que sempre sonhou ganha em autoestima!

Pin It on Pinterest

Share This