Serviços de Arquitetura e Interiores

Construir, reformar, repaginar ou regularizar

Tudo o que você precisa para ter um ambiente perfeito!

Soluções em arquitetura e interiores

Arquitetura

Construa o imóvel dos sonhos totalmente personalizado

Design de Interiores

Transformamos seu ambiente para melhor qualidade de vida e plasticidade

Design express

Deixe seu ambiente muito mais bonito e confortável sem reformas

Promocional

Sua marca em destaque nos eventos. Conquiste seus clientes

Habite-se

Documentação de regularização e legalização para habite-se

Gerenciamento de obras

Executamos sua obra com total transparência e eficiência

Serviços 1

Arranjos

Torne seu ambiente mais harmonioso e humanizado com arranjos decorativos naturais

Serviços 2

Consultoria de arte

Valorize seu ambiente e torne muito mais atraente com a escolha de artes ideais

Serviços 3

paisagismo

Um projeto de paisagismo enobrece e dá vida ao seu ambiente com maior conforto térmico e plasticidade 

Projetos arquitetônicos

Levantamento físico de edificações existentes, realizados a partir de medições no local da obra e representação gráfica de seus elementos arquitetônicos, através de desenhos técnicos como plantas, cortes, fachadas, perspectivas, memoriais, imagens virtuais, recursos audiovisuais e outros, conforme o caso.

Adequação de uma edificação existente para que a mesma atenda aos parâmetros de desenho universal e normas de acessibilidade.

Remodelagem ou reforma de edificações existentes.

Projetos de edifícios e instalações efêmeras, para funcionarem durante um determinado período.

Projeto de conforto ambiental, que consiste em:

  • Adequação Ergonômica
  • Luminotecnia
  • Condicionamento Acústico
  • Sonorização
  • Ventilação, Exaustão e Climatização

As 5 etapas de um projeto arquitetônico

PRÉ PROJETO:

As informações decorrentes dessas etapas constituem o conjunto de dados que irão nortear a elaboração
do projeto propriamente dito, sendo na maioria das vezes fornecidas pelo contratante.
Levantamento das condições preexistentes.
Definição de programa de necessidades.
Estudo de viabilidade.

ESTUDOS PRELIMINARES:

Essa é a primeira etapa da elaboração projetual destinada à concepção e à representação do conjunto de informações técnicas iniciais e aproximadas, necessários à compreensão da configuração da edificação, podendo incluir soluções alternativas.

ANTEPROJETO:

Etapa destinada à concepção e à representação das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação e de seus elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento das atividades técnicas de projeto e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas de custos e de prazos dos serviços de obra implicados.

A etapa de anteprojeto é composta pela documentação para aprovação (ou projeto legal) nas autoridades competentes.

PROJETO:

Também chamado de projeto executivo, essa etapa é destinada à concepção e à representação final das informações técnicas da edificação e de seus elementos, instalações e componentes, completas, definitivas, necessárias e suficientes à licitação (contratação) e à execução dos serviços de obra correspondentes.

COMPATIBILIZAÇÃO:

Essa última etapa é opcional e pode ser contratada de forma interdependente para compatibilizar o projeto arquitetônico, de interiores ou paisagístico com os demais projetos a ele complementares, podendo ainda incluir a análise das alternativas de viabilização do empreendimento.

Design de interiores

Design de interiores ou arquitetura de interiores é a intervenção detalhada nos ambientes internos e externos que lhe são correlatos, definindo uma forma de uso do espaço em função do mobiliário, dos equipamentos e suas interfaces com o espaço construído, alterando ou não a concepção arquitetônica original, para adequação às necessidades de utilização.

Esta intervenção se dá no âmbito:

  • espacial;
  • das instalações;
  • de condicionamento acústico;
  • de climatização;
  • estrutural;
  • dos acabamentos;
  • luminotécnico;
  • da comunicação visual;
  • das cores;
  • de mobiliários;
  • de equipamentos;
  • da coordenação de projetos complementares e;
  • da proteção e segurança.

Design express

Consiste em um simples arranjo do espaço interno criado pela disposição de mobiliário não fixo, obras de arte, cortinas e outros objetos de pequenas dimensões, ou seja, é uma proposta de intervenção para melhorias estéticas.

Atividade de prestação de serviços de aconselhamento, mediante exame de questões específicas, e elaboração de parecer ou trabalho técnico pertinente, devidamente fundamentado.

Atendemos à escritórios de arquitetura e urbanismo, design de interiores, construtoras, órgãos públicos e clientes finais.

O design express consiste em:

  • Levantamento in loco para medidas básicas e catalogação de imagens.
  • Proposta visual com especificações técnicas de elementos sugeridos e quantitativo dos produtos.
  • Planilha orçamentária.
  • Planta esquemática (com posição dos móveis e elementos decorativos).
  • Apresentação de todas as etapas em caderno A3 e formato digital.

Esse modelo de intervenção NÃO inclui:

  • alteração do espaço arquitetônico original;
  • modificação nas instalações hidráulicas e elétricas ou ar condicionado;
  • modificações na estrutura, como adição ou retirada de paredes, forro, piso, e;
  • modificação da parte externa da edificação;

Arquitetura promocional

Voltado para estandes, lojas, quiosques, PDV’s e afins.

Nesse modelo de projeto, partimos de um estudo de mercado visando atingir o público alvo pretendido pela marca e contexto do evento.

Fazemos um aprofundamento da identidade visual com o intuito de agregar e destacar os valores da marca para o público.

Projetos de arquitetura procional englobam:

 

  • Luminitécnica;
  • Sonorização;
  • Organograma;
  • Fluxograma;
  • Estudo de vitrine;
  • Ergonomia;
  • Detalhamento de mobiliário;
  • Especificação de revestimentos;
  • Especificação de peças de design e objetos decorativos;

    Habite-se

    Consiste no desenvolvimento de projeto de regularização ou legalização com base na lei municipal vigente e documentos para habite-se.

    Informações técnicas produzidas:

     

    • Inscrição municipal do responsável técnico;
    • Laudo técnico de vistoria;
    • Laudo de índices infringidos;
    • Registro de Resposabilidade Técnica;
    • Termo de abertura de caderneta de obras;
    • Projeto simplificado de acordo com a lei municipal vigente;
    • Requerimento padrão para habite-se;
    • Planilha de informações cadastrais;
    • Declaração de “as built”;

      Gerenciamento de obras

      Atividade que consiste no controle dos aspectos técnicos e econômicos do desenvolvimento de uma obra ou serviço técnico, envolvendo a administração dos contratos e controle do cronograma físico-financeiro estabelecido.

      Os serviços prestados compreendem:

      • Cronograma
      • Acompanhamento de custos da obra
      • Controle de boletos
      • Gestão de contratos
      • Acompanhamento de obra
      • Visitas mensais
      • Reunião de alinhamento

      Arranjos

      Desenvolvimento de arranjos e composições em vasos ornamentados especialmente para cada ambiente.

      Com estudo aplicado às condições climáticas, sombra, luz e ventilação é feita uma seleção de espécies com perfil adequado para a composição. A confecção dos arranjos proporciona uma perfeita harmonização do ambiente, trazendo vida, leveza e sofisticação.

      Consultoria de arte

      Consultoria de arte aplicada a composições de ambientes com esculturas e obras de arte, valorizando a compisição com as peças de design e arquitetura de interiores.

      A especificação das obras leva em consideração o perfil do cliente, valores disponíveis para investimento e o contexto para ambientação das obras.

      Esta solução busca introduzir o mundo da arte no dia a dia dos clientes, ampliando o mercado de investimentos em obras e proporcionando uma nova experiência sensorial ao usuário.

      Paisagismo

      Arquitetura Paisagística/ Arquitetura da Paisagem tem a sinonímia Paisagismo.

      É a arte e a técnica de promover o projeto, planejamento, gestão e preservação dos espaços externos, livres e abertos, privados ou públicos, como parques e praças, considerados isoladamente ou em sistemas,
      dentro de várias escalas, inclusive a territorial, tendo como embasamento conhecimentos da história e teoria da arquitetura e urbanismo, e conhecimentos técnicos da competência própria dos profissionais arquitetos no exercício do projeto.

      A Arquitetura da paisagem é a arte e ciência de planejar e projetar espaços abertos e expressões ecossistêmicas.

      A Arquitetura da Paisagem modela, cria e requalifica espaços e lugares da vida cotidiana e pode ser chamada de paisagismo.

      Esta intervenção se dá:

      • ESPAÇOS/LUGARES PÚBLICOS DA VIDA COTIDIANA:
      • – Parques, praças, largos, ruas, pátios e campus escolares;

      • ESPAÇOS/ LUGARES MONUMENTOS:
      • – Sítios olímpicos, centros esportivos, grandes parques públicos;
        – Orlas marítimas, fluviais e de reservatórios.

      • ESPAÇOS/LUGARES LÚDICOS:
      • – Complexos turísticos;
        – Praças esportivas;
        – Parques temáticos;
        – Parques de lazer;
        – Clubes e campos de golfe;

      • ESPAÇOS/LUGARES NATURAIS E DE PRESERVAÇÃO:
      • – Parques nacionais, estaduais ou municipais de preservação;
        – Zonas úmidas, florestas, áreas de transição e zonas de amortecimento em APA´s.

      • ESPAÇOS/LUGARES PRIVADOS:
      • – Jardins;
        – Pátios internos;
        – Jardins familiares ou de vizinhança;
        – Parques científicos, tecnológicos e industriais.

      • ESPAÇOS/LUGARES HISTÓRICOS:
      • – Monumentos históricos;
        – Paisagens de patrimônio histórico, artístico e cultural;
        – Paisagens culturais;
        – Centros históricos.

      • ESPAÇOS/LUGARES PARA ESTUDOS E PESQUISAS
      • – Universidades;
        – Jardins Botânicos e Arboretos (espaços resultantes de colecionismo e experimentação botânica, especialmente dedicada a exemplares arbóreos, contendo critérios de classificação e organização tão complexos como do Jardim Botânico, públicos ou privados).

      • ESPAÇOS/LUGARES DE CONTEMPLAÇÃO:
      • – Jardins terapêuticos;
        – Jardins sensoriais;
        – Cemitérios;
        – Bosques artificiais.

      Quer saber qual a melhor solução para o seu ambiente?

      ×

      Olá!

      Clique para conversar com a arquiteta pelo WhatsApp ou envie um e-mail para nós: [email protected]

      ×